07/03/16

As Garotas nas HQ's

Buenos Dias!!
Porque espanhol? Excelente pergunta meus amados Nerd's.
Enfim. Hoje é o Dia Internacional da Mulher e eu decidi que deveria postar algo por conta desta data comemorativa que infelizmente não é um feriado :( Tô precisando muito de um feriado...
Enfim, adoro a palavra enfim.
Enfim.
Hoje iremos falar das Três Primeiras Super Mulheres a aparecerem numa HQ! =D
Mas antes de tudo. Vocês sabem quem são essas mulheres?
Se não, acompanhe-me jovens ;)

01/02/16

Teorias de STAR WARS VII

Uuuuuuuuur Ahhhhrrrrrr!!
Se vamos falar de STAR WARS temos que falar "bom dia" na lingua do Chewbacca :)
Eu pretendia fazer uma Crítica de Filme, mas eu pensei que isso já deve ter em todo lugar e eu desisti, só que ai eu lembrei das teorias (como eu amo uma teoria) e decidi trazer as seis melhores teorias - algumas confirmações - que encontrei até então (e que se entrelaçam assustadoramente).
E dar um palpite ou outro porque eu não consigo ficar sem dar palpite.
E, antes de mais nada, se você ainda não assistiu STAR WARS VII (o que você estava fazendo da vida?!), devo notificá-los de que esse post vai ter SPOILERS!!!
Não vou tacar nenhum spoiler de cara em algum tipo de resumão, vou colocá-los no meio dos textos. Então, por favor, depois não digam que eu não avisei ^_^

25/01/16

Crítica de Livros - Star Wars: A Missão do Contrabandista

Bonjour!!
Porque francês? Não sei, ultimamente estou muito multicultural se podemos dizer assim :P
Enfim. Adoro essa palavra.
Hoje eu estou fazendo algo que não fazemos a muito tempo. Estou trazendo uma crítica literária!! Ehhhhhh!!
E dessa vez trouxe o livro canônico de uma das franquias cinematográficas que eu cresci vendo e amando.

"Que a força esteja com vocês"

Eu tive o prazer e a alegria de comprar a quadrilogia extra canônica de STAR WARS em livros durante a CCXP 2015 (#FoiEpico), custou o meu limite de compras (a crise tá atingindo todo mundo), mas eu não me arrependo nem um pouquinho da minha escolha :)
Pois bem meus queridos Nerd's, vamos logo a crítica antes que eu comece a cantar meu amor (que não é pequeno) a franquia.
Título Original: STAR WARS - Smuggler's Run.
Editora: Seguinte.
Autor: Greg Rucka.
Páginas: 197.
Sobre o Livro: Não pensem (JAMAIS!!) que só por ser um livro pequeno, o conteúdo é raso. Só por ser STAR WARS eu já estava jogando a bola lá em cima (já quebrei muito a cara por isso) e por mais que tivesse medo de me decepcionar eu não apenas li o livro, como reli e AMEI!! Eu não sei dizer se foi euforia de fã, mas quanto mais eu lia mais certeza eu tinha de que era STAR WARS na veia! Eu não me decepcionei em nada! Eu demorei um pouco para me ligar de fato, mas eu garanto, isso é STAR WARS. Esse é o Han Solo. Esse é o Chewbacca. Aquela é a Millenium Falcon! Honestamente, só um fã vai entender a alegria de outro fã. Mas não pensem que vão escapar! Lição de casa para todos os leitores: Ler STAR WARS - A Missão do Contrabandista!! Ah! E leiam com muita atenção meus queridos Nerd's, pois há pistas d'O Despertar da Força escondidas nas páginas do livro ;)
Resumo: Isso vai ser um pouquinho longo (e é pra imaginar aquele letreiro amarelo, ok?). Estamos no meio da guerra civil (já começou bem). A Rebelião luta para deter o imperador tirano, e sua vitória mais recente foi a destruição da estação bélica conhecida como Estrela da Morte. Mas os guerreiros rebeldes não poderão descansar tão cedo. Enquanto abandonam a base de Yavin 4, se dispersando pelo espaço para se reunir num novo ponto de encontro, um grave problema surge: soldados responsáveis por identificar lugares recônditos na galáxia para servir de base à frota rebelde foram emboscados por oficiais do Império. Apenas um deles, o tenente Ematt, conseguiu escapar. Ematt possui informações sobre os próximos destinos possíveis da Aliança Rebelde, mas está sozinho e desprotegido no venenoso planeta de Cyrkon (sempre tem alguém pior que a gente). Para resgatá-lo, a princesa Leia pede ajuda ao contrabandista Han Solo, que acabou se envolvendo com a causa rebelde a contragosto (mentira). Han Solo e seu fiel escudeiro Chewbacca (o Marley bípede das galáxias :3) queriam apenas receber seu pagamento e partir, para quitar dívidas antigas com Jabba, o Hutt. Mas a princesa consegue persuadi-los a ajudar a Aliança mais uma vez (Chewie tem coração mole e ajudou). A bordo da Millenium Falcon, a dupla parte para Cyrkon e logo percebe que a missão será bem complicada, já que o caçador virou a caça (parece que o jogo virou, não é mesmo?): Han Solo está sendo procurado por todos os contrabandistas da galáxia, que querem levá-lo a Jabba para receber uma alta recompensa. Para piorar, a oficial do Império Alecia Beck também está no planeta procurando por Ematt. Agora, Han precisa encontrar o tenente e fugir dali o quanto antes - para seu próprio bem.
Minha Crítica: Eu preciso mesmo dizer que amei? Vamos ser mais práticos, vamos dizer porque eu amei. A narrativa era em terceira pessoa e eu já achei isso muito bom porque, além de dar a onisciência ao autor, não distorceu nenhum personagem em nenhum grau (não que eu duvide da capacidade do autor, eu só acharia estranho estar dentro da cabeça do Han Solo, por exemplo, e do nada ele pensar que a Leia é bonita), então isso já foi um ponto extra gigantesco pra mim. Os personagens foram maravilhosamente trabalhados na minha opinião, você consegue sentir a arrogância do Han Solo, você consegue sentir a devoção do Ematt, você consegue sentir o ódio da Alecia Beck, você consegue sentir a gana dos outros contrabandistas em pegar o Han Solo, você consegue sentir os rosnados do Chewie. Um livro que te faz sentir o que o personagem sente já está em outro nível. As cenas de ação e esperteza de Han e Chewie não deixam nada a desejar, eu realmente enxergo o Han e o Chewie ali (aliais, devo parabenizar o autor por conseguir transferir tão bem os personagens para a literatura). A descrição também foi muito bem feita, em poucas linhas você já conseguia imaginar o cenário inteiro, um personagem inteiro e até mesmo as lindas e maravilhosas naves. Tem hora que a gente se enrola com as raças alienígenas, mas uma pesquisa rápida no Google salva qualquer um e uma vez que você assimilou a raça o Google já não é mais necessário (não é vergonha procurar, nem mesmo o fã mais loko de STAR WARS sabe tudo na ponta da língua). E o mais importante! Ao menos na minha opinião. Por mais que você saiba o destino de todos os personagens por conta dos episódios IV, V e VI, tem momentos em que você passa por um verdadeiro desespero, aflição, agonia, como quiser chamar. Teve um momento que eu cheguei a suspirar de alivio, mesmo sabendo o destino de todo mundo eu suspirei de alivio. Só posso dizer que este livro merece estar na minha cabeceira e na de muita gente :)
Minha avaliação fica em: ❤ ❤ ❤ ❤.
Eu não preciso dizer que amei de novo, né? Pois bem, parei de enchê-los com meu amor de fã XD
Desejo a todos uma Miss Fortune e espero que tenham gostado. Bjs.

18/01/16

Nos Bastidores da Bíblia - Êxodo

Boqer Tov!
Agora foi hebraico, afinal, vamos lidar com algo que tem origem hebraica.
Vou tentar seguir o esquema que a Dora seguia com vocês, então preparem-se porque quem manjava dos html era a Nanda XP
Nos Bastidores da Bíblia - Êxodo foi escrito por Carlos Ruas (Um Sábado Qualquer) e desenhado por Leonardo Maciel (A Samurai).
 O Êxodo (Príncipe do Egito), ou melhor, os bastidores dele (afinal acabamos vendo o lado de Deus e do Luciraldo nessa história toda) é uma obra bastante engraçada e divertida.
Não é uma bíblia em quadrinhos, longe disso, é mais uma nova forma de enxergar a bíblia.
Até os descrentes dão risada com essa história e ganham pontinhos pra seus argumentos ;)
Os crentes (pessoas que acreditam, não necessariamente evangélicos) também dão risada e percebem que as pessoas deviam tá interpretando Deus da forma errada, não é possível.
Bem, eu não vou passar spoiler porque eu sou péssima em contar piadas (eu sou aquele tipo de pessoa que ri da piada enquanto tá contando) e não dá pra contar a história da HQ sem as piadas, então vai meio que rolar um resumão. Ok? Okeijo :)
Ah! Antes que eu me esqueça!
Eu comprei essa HQ na CCXP 2016, como eu fiquei feliz aquele dia. Eu peguei autografo do Ruas e do Maciel junto com meus irmãos, tirei foto com os dois (eu realmente quis guardar essa lembrança) e vi meu irmão dar um discurso digno de um rei para o Ruas, falando o quanto admirava o trabalho dele, o quanto gostava das piadas e chegou a fazer uma piada pro Ruas <3 Sério, tanto o Ruas quanto o Maciel são verdadeiros mestres, verdadeiras metas, para mim que quero ser disigner, aquele dia eu fiquei muito, muito feliz <3

Bom, já disse o Ruas logo na primeira página da HQ: Se você tem a fuga do Egito como o Êxodo, sinto informar que você conhece apenas 10% da história.
E o legal é que a história já começa com um Deus depressivo e entediado, e que tá tentando se recuperar com a ajuda do Luci (ótima escolha a dele) e Freud.
Freud sugere um hobby e Luci uma interação melhor conosco (The Sims basicamente), meros e reles mortais. A partir daí já da pra entender que a coisa não vai ficar muito legal, né?

Basicamente é assim:
Tá lá os egípcios supervisionando o trabalho dos hebreus e Moisés, até então um príncipe do Egito, tava lá também. Ai um egípcio tava descendo a lenha num hebreu e Moisés foi defender o cara dando uma pedrada no egípcio e o enterrou na areia. Mais tarde, depois de ocultado o corpo, Moisés viu um hebreu descendo a lenha em outro hebreu, e o que ele fez? Tacou-lhe uma pedra? Eh... Não. Moisés disse: "Por que agride ao teu próximo?". Eles conversaram um pouquinho, os dois hebreus se reconcilharam e assim Moisés demonstrou uma grande lição de amor... Com o cara que ele enterrou horas atrás ali do lado :)
Viu? Deus tá vendo essa zoeira, literalmente.
Mas sério gente, isso aconteceu mesmo, não é zoeira. Na HQ tem notinhas de rodapé te dizendo onde tá essa passagem e devo dizer que fique com um X na boca ao confirmá-la.
Sério. Que que Deus tinha na cabeça nessa hora? Ou então o que que Moisés tinha na cabeça? Luci! Dessa vez a culpa parece que é sua mesmo!
A partir daí é aquela historinha manjada:
Moisés viu que ia aperta pro lado dele, foge do Egito, ai encontra um ramo pegando fogo que é Deus, o cajado vira cobra, a cobra vira cajado, volta pro Egito gritando "Liberte o meu povo!", fala com povo, fala com o faraó, tem flashback, tem as Pragas do Egito, os primogenitos morrem, os hebreus vão tudo embora, cruzam o mar vermelho e todo mundo fica feliz cantando "Milagres São Reais", né? Eh... Não.
A zoeira só tá começando.
Eu achei muito engraçada a forma com que o autor coloca essas partes, porque ele não perde oportunidade, tipo, uma das pragas era um robô gigante super tecnológico, mas ai ele pede desculpas e conta como realmente foi.
E Deus decidindo as pragas através de jogos de azar acho que foi a melhor ;)
 Nessa parte você começa a se perguntar o que é zueira e o que é verdade, e você fica meio que com medinho ao descobrir quais são as verdades. A primeira coisa que você pensa é: "Esse povo era loko!! Divertido, mas loko!"
Moisés acaba indo para o monte Sinai sozinho e passa uns bons dias lá talhando uma bendita pedra (nessa época não existia rascunho?!), quando volta o povo tá adorando um boi de ouro porque pensavam que Moisés tinha morrido e Deus os abandonou. Como castigo, Deus ordena que os adoradores do boi sejam mortos. Moisés e seus seguidores fazem a vontade divina e continuam seguindo.
Deus deu água e pão quando o povo clamou, mas depois disso ele se mostrou meio revoltado... O povo tava com fome de novo e ele tacou cobras, reclamou de novo e ele mandou codornas que os matariam envenenados após o consumo, mandou matar um cara porque este estava recolhendo lenha no sábado para aquecer sua família (era proibido trabalhar no sábado), mandou matar metade do povo porque este estava se envolvendo pacificamente com tribos que ele mandou destruírem, mandou eles ficarem 40 anos nos deserto porque eles estavam sendo "rebeldes" e por aí vai.

Nessas horas a gente vê o quanto Jesus fez bem pro mundo.
Quando finalmente o povo chega em Canaã (mais deserto, mas era o deserto prometido) eles descobrem que a terra já era habitada, ai perguntam pra Deus o que fazer e ele responde que o povo tinham que tomar a terra daqueles invasores, na verdade, Deus só tava querendo prolongar. Só que tinha gente que não queria guerrear, queria viver pacificamente, e Deus fez o que? Matou os rebeldes é óbvio. Depois de tal intervenção divina, o circo pegou fogo e foi guerra pra cá, foi guerra pra lá, mas enfim Canaã era dos hebreus. Agora sim eles cantaram "Milagres São Reais"? Eh... Mais-ou-menos...
Deus mandou todo mundo ir pra Canaã, menos Moisés, Moisés tinha que ficar no alto de uma montanha até morrer sem nunca pisar em Canaã por culpa de uma pedra agredida (não vou estragar a piada).
E assim termina nossa maravilhosa história sobre o Êxodo :)
Ou melhor, não termina, afinal Deus foi atrás de Josué.
Infelizmente parece que houve um esgotamento da obra no site de vendas, mas acredito que ela seja reposta logo em breve :)

Nos Bastidores da Bíblia - Êxodo é uma leitura rápida e divertida, eu recomendo e muito, principalmente pelas risadas. No entanto, se você não gosta de sátira com religiões ou então acha um crime capital, evita. Ademais, leia, se divirta, tente pensar de forma diferente e, principalmente, ria MUITO!
Afinal, um dia sem rir é um dia desperdiçado, ao menos é o que eu penso XD
Até a próxima. Bjs. L

11/01/16

Saint Seiya - Soul of Gold (Cavaleiros do Zodíaco - Almas de Ouro)

Ohayo!
Já que é um anime, porque não nos utilizarmos do japonês hoje?
 Quando eu comecei a assistir esse anime eu me senti uma criança de novo, mas também uma verdadeira retardada, até porque morder bichinhos de pelúcia, dar gritinhos e começar a rir do nada (além de falar com as paredes) não é uma coisa exatamente normal.
Quem me conhece de longa data sabe que eu sempre amei Cavaleiros do Zodíaco (houve uma época obscura da minha vida que eu não sei o que deu, mas meu cérebro meio que apagou tudo e eu tive que ir relembrando nesses últimos anos, uma dessas coisas foi meu amor aos Santos de Athena) e quando eu fiquei sabendo desse anime, sendo spin-off ou não, eu só faltei surta!
Eu pulei, gritei, chorei, dei uma loka basicamente.
Mas, enfim, eu jurei pra mim mesma que eu ia acompanhar religiosamente e eu o fiz!
E agora, cá estou eu, trazendo o meu amor e minha crítica para todos vocês.



No submundo, no ápice da batalha contra Hades, os 12 Cavaleiros de Ouro destroem o Muro das Lamentações sacrificando suas vidas a fim de conquistar um grande avanço para Seiya e os outros!
Porém, os supostamente aniquilados Cavaleiros de Ouro ressurgem na bela superfície de um mundo resplandecente!
Como puderam eles renascer?
Por trás desse grande mistério, Aiolia se envolve em batalhas.
Quando seu Cosmo atinge o extremo, ocorre uma mutação na armadura do Leão!
2015, ano que o Cosmo do Ouro revive finalmente!

Imagina que meu coração parou e voltou a bater igual um louco quando terminei de ler essa sinopse pela primeira vez. Nossa! E o frio na barriga? E os arrepio? Gente...
Na verdade, até hoje eu sinto uns arrepios.

Minha opinião quanto esse anime é meio suspeita, mas tentarei ser o mais pé no chão possível.
É mais um anime saudosista do que bom de fato, porque os fãs mais puristas devem ter enlouquecido com o Eclipse de Hades que durou dias, sendo que na Saga Hades é dito que ele dura algumas horas, no máximo um dia.
Foi um anime feito também, na minha opinião, para consertar umas besteiras que andaram fazendo por ai, alguns erros do próprio Kurumada.
As pessoas mais bem informadas já devem tá sabendo da redenção do Aldebaran (primeira vez que tive orgulho de ser brasileira), Máscara da Morte (brutos também amam) e Afrodite (enganar um deus é lindo, agora enganar o deus da trapaça é outro nível).
A história ficou bambeando um pouquinho, teve hora que doeu, doeu muito (CAMUS F**** D* P***!!!), mas a alegria de ver os Cavaleiros de Ouro outra vez era tanta, mas tanta que por hora você relevava.
No entanto, quando o episódio acabava e a alegria passava, um ódio estranho, uma agonia, um desespero tão grande te tomava de um jeito que só de ouvir falar você caia duro!
Mas mesmo assim você ficava, esperava as duas semanas passarem e ia lá no Daisuke, meio-dia em ponto, e assistia agarrado ao seu Shaka ou Saga de pelúcia, ainda mais quando esses dois apareciam (sim, Sagetes e Shaketes, é com vocês que eu tô falando).
E antes que eu me esqueça!
O anime nos mostrou quem são os Cavaleiros de Ouro mais fortes, os dois tiraram sangue do fidemãe do Andreas, e nenhum deles era o Shaka (meu signo). Pra mim fez todo sentido do mundo e tinha toda a razão, afinal esses dois Cavaleiros eram os mais velhos, com mais treinamento e foram indicados como Patriarcas, pouca coisa nunca foram!
A animação ficou muito boa, foi muito bem trabalhada, só teve um episódio que foi mais-ou-menos, mas acho que foi por falta de verba. Imagino que o Blu-Ray vá ser mil vezes melhor.
E as cenas de ação, de luta, de tudo mais, foram muita bem coreografadas na minha opinião. Você não apenas via os poderes dos Cavaleiros, você também via que todos eram muito bons em combate corpo-a-corpo.
E esse anime também me deixou muito feliz porque pudemos ver outro lado dos dourados, não apenas o lado "OHHHH" como é de costume, fomos capazes de ver todos de uma forma mais humana (por exemplo, o episódio em que o Shaka sai na mão com um Guerreiro Deus).
Não é o melhor anime do mundo, apesar de meu amor de fã dizer que é, ele não é o melhor anime do mundo. É muito bom para matar a saudade, pra fazer a esperança do cosmo dourado renascer em você, mas como todo bom Cavaleiros do Zodíaco tem seus furos.
Ah! E as músicas são divinas!
Eu chorava todo o encerramento e nem era o último episódio (gente, eu sou muito mole).


Os personagens já são bem conhecidos do público geral, mas não custa nada falar um pouquinho sobre eles.

Aiolia de Leão -  É o herói da vez, seus punhos atingem a velocidade da luz, é irmão de Aiolos e mesmo tendo um enorme senso de justiça é enganado com uma facilidade estranha.
Aiolos de Sagitário - É o irmão mais velho de Aiolia e foi considerado um traidor por tentar matar Atena, mas na verdade é um cavaleiro exemplar e muito forte (chegando ao ponto de ser indicado como Patriarca), seu único defeito é a sua alergia à vida.
Mu de Áries - É o único capaz de restaurar armaduras e seu grande entendedor, sua técnica mais famosa é mais quebradiça que taça de vinho, tem grande admiração por Dohko e Shion, seu mestre, e não pode ver uma criança sozinha que quer adotar.
Milo de Escorpião - Espontâneo e dono de um forte espírito de justiça, tem muito orgulho por ser um Cavaleiro de Ouro, entretanto o cara não fecha a boca e é o BFF de Camus.
Aldebaran de Touro - Possui físico admirável e concentra os golpes com os punhos, conhecido carinhosamente como Kuririn de CDZ, deu muito orgulho aos brasileiros.
Camus de Aquário - Por trás de sua aparente frieza, esconde um bom coração, sendo aclamado como "Mago da Água e do Gelo" se mostrou um verdadeiro traíra (#MiloXatiado).
Shaka de Virgem - É o mais sensato entre os Cavaleiros, não se abala com qualquer coisa e avalia tudo com muita calma, mantém os olhos fechados para elevar seu cosmo e quando os abre (é porque a coisa ficou séria) pode bloquear todos os sentidos do oponente.
Shura de Capricórnio - É o mais fiel à deusa, fazendo tudo pela mesma, até mesmo sustentar uma traição; um homem muito justo e decidido, jurou ajudar Aiolia como uma forma de se redimir pelo crime contra a vida de Aiolos.
Máscara da Morte de Câncer - Para ele a definição da justiça muda com o passar do tempo e talvez o seu modo de viver é o mais humano dentre os Cavaleiros, se faz de durão, mas no fundo é um cara relativamente sensível.
Afrodite de Peixes - É o mais belo dos guerreiros de Atena, se equiparando à suas rosas, e acredita fielmente que "a força é a justiça", apesar de tal lema, se preocupa muito com a paz.
Dohko de Libra - Um dos sobreviventes da última Guerra Santa, é chamado respeitosamente por todos de "Velho Mestre", mas não pode se enganar só por ser baixinho, esse homem tem uma força e vivacidade única.
Saga de Gêmeos - Possui duas personalidades, uma do bem e outra do mal, e mesmo entre os companheiros é o mais poderoso, podendo destruir uma galáxia inteira; alvo de muitas tirinhas e brincadeiras de fãs, ouso dizer que é o mais amado dos personagem.

Soul of Gold não tem mangá próprio e muito menos está no mangá clássico, sua história se passa em Asgard (que por si só já é um spin-off) e sua linha temporal é um tanto confusa.
O anime é bem curtinho, tem 13 episódios, dá pra assisti-lo inteiro em apenas um dia, e foi exibido de abril à setembro de 2015. Foi exibido pelo Daisuke em todos os países com exceção da China, França (nos países de língua francesa também) e Japão (onde passava na TV mesmo).
 
 
 
O que dizer de Saint Seiya - Soul of Gold?!
Assista.
Mas assista para entender, pra se divertir, pode não ser a melhor coisa do mundo, mas assista. Como fã, aquela que desce do salto quando tem que descer, eu digo para assistirem para se divertirem, passarem o tempo, e quem sabe não querer buscar mais.
Meu amor começou numa tarde de chuva sem nada para fazer, porque o de vocês não pode começar com uma indicação?
Eu aprendi muita coisa com Cavaleiros do Zodíaco e me diverti muito no processo.
Obrigado Cavaleiros! Obrigado por representarem e honrarem nossos signos mais uma vez!
Obrigado pelos momentos de alegria e emoção! Obrigado por trazer de volta e manter vivo o legado de Saint Seiya! A chama da esperança sempre ficará acesa em nossos corações!
Apesar de ter tido 12 motivos pra chorar, tentarei me lembrar que lendas nunca morrem.

Créditos de Imagem: Manitroll.
Anime Saint Seiya - Soul of Gold: todos os episódios, clique aqui.


Espero que todos tenham gostado e, antes que eu me esqueça:
Vocês já sentiram o Cosmo? 
Até a próxima. Bjs.

04/01/16

Voltamos (em parte) as Atividades!!

Bom dia, Nerd's!!
É bom começar pelo português, né?
Enfim.
Gente, eu sei que esses anos não foram fáceis, ainda mais tratando de mim que parecia morrer e voltar dos mortos do nada. Mas eu gostaria de dizer que eu nunca abandonei o Estranho.
Não garanto a ninguém que Nanda, Dora e Mel voltem a participar do Estranho, vou ver o que posso fazer quanto a isso, mas por hora peço que se contentem com a minha presença.
Esse último ano, creio eu, fez um relativo bem para nós quatro, acho que agora estamos devidamente encaminhadas ou então estamos chegando no caminho certo, com trancos e barrancos, mas chegando.
Eu consegui passar na faculdade, estou muito feliz por isso, sei que agora as coisa talvez dificultem ainda mais, porém, continuarei aqui.
Eu não quero deixar o Estranho e por mais difícil que fique daqui pra frente, vou procurar estar postando e conversando com todos vocês.
Ainda estou me adaptando, vendo o que posso fazer para voltar ao que sempre foi e, vamos batalhar para isso, melhorar.
Vou continuar com as perguntas, vou ver se crio um novo e-mail ou pegar com a Nanda. Vou continuar com as tags também. Vou começar, ou melhor, já comecei a ler HQ's para trazer comentários e críticas. Tô arrumando um tempinho para ver séries. Continuo com meus animes e mangás.
Devagar a gente vai indo afinal.
Bem, acho que posso declarar que voltamos as atividades :)
Desejo a todos um Feliz Natal (atrasado) e um prospero Ano Novo.
Vamos seguir sempre em frente, certo?
Até a próxima. Bjs.

24/11/14

Adeus + Escola, Faculdade e Planos

Olá Meus Queridos Nerds =^.^= Como sabem, ultimamente o Estranho anda as moscas... E é sobre isso que eu vou postar hoje. Não digo que a culpa são dos leitores (nunca!), na verdade eu é que deixei o Estranho na mão... O ano está acabando, e essa seria o meu último ano no colégio, na verdade era para ser maravilhoso, mas se tornou o pior ano em que eu já estudei. Primeiro, porque esse ano se baseou em "é obrigatório" ou "você vai perder seu diploma"... Na real, esse ano foi uma ameaça completa! E segundo, porque eu "achei" que esse ano seria tranquilo, como eu sempre fui uma boa aluna, sempre fiz tudo que me mandam, acreditei que eu não teria problemas, mas aparece que implicaram justamente com os poucos alunos que fazem alguma coisa na escola... Outra coisa que está me fazendo desistir do Estranho é a FACULDADE...
 http://3.bp.blogspot.com/-PQHQMj0vmQg/VHNj6OYlDaI/AAAAAAAAWrY/MUEiLeVeW2A/s1600/Adeus%2B1.png
De uns anos para cá o que eu mais escuto é a palavra "faculdade" e sinceramente, eu achava que as pessoas nos apoiariam em nossas escolhas para ela, mas é bem diferente... Não é segredo para ninguém que eu quero fazer Medicina Veterinária (na verdade eu quero isso desde os meus 5 anos), mas por causa de umas conversas que andei escutando, não tenho certeza que quero fazer isso... Pensar em trabalhar em algo para o RESTO DA MINHA VIDA é assustador! Na realidade eu gostaria de viver a minha vida viajando e fazendo coisas que eu gosto, mas infelizmente a vida não é assim, ou você trabalha, ou passa fome! É triste pensar que eu passei anos da minha vida fazendo coisas que eu não queria, e saber que eu ainda terei que fazer MAIS coisas que eu não quero... Escola + Faculdade + Trabalho, para depois morrer... E a nossas vidas?
http://2.bp.blogspot.com/-Ne88EiXh_Tw/VHNj7uxnWTI/AAAAAAAAWrg/fFYF_CIJPq4/s1600/Adeus%2B2.png
Agora estou chegando onde eu queria... É por esses motivos, que ano que vem eu não irei entrar na faculdade, vou passar um ano fazendo cursinho (para aprender tudo que ficou vago esse ano) e vou tentar viajar bastante, curtir bastante (até porque minha vida só foi estudo desde que eu entrei na escola). Quero ter um ano se quer de LIBERDADE, e aproveitar o máximo que eu posso, porque eu sei que depois desse ano eu nunca mais vou ter essa liberdade que eu tanto anseio. E isso me leva a desistir do Estranho... Passei maravilhosos 2 anos aqui, e vou guardar tudo isso no meu coração, mas não quero ter outra obrigação na minha vida. Por mais que eu goste de postar aqui, isso me tira muito tempo e nem sempre eu posso dar a atenção que os leitores merecem... Não sei se as demais postadoras irão continuar com o blog, caso não continuem, vou deixar o Estranho aberto para que todos possam visita-lo quando quiserem.
FOI UM PRAZER CONHECER TODOS VOCÊS! BEIJINHOS =^.^=